[1]
C. Medeiros e Silva, “A JUDICIALIZAÇÃO DO DIREITO À SAUDE”, Rev CEJ, vol. 23, nº 78, mar. 2020.